LHLN_Thumb
19.SET.17 - 11:13

Lisboa de casas abertas

A 23 e 24 de setembro, o Open House Lisboa abre-te as portas de 87 espaços da capital, 37 dos quais em estreia absoluta.

No próximo fim-de-semana, o Open House Lisboa, uma ação conjunta da Trienal de Arquitetura de Lisboa e da EGEAC, convidam-te a descobrir a “arquitetura de excelência da capital”. A 6ª edição do evento permite-te visitar gratuitamente 87 locais da cidade, 37 dos quais são estreias absolutas.  

Comissariada pelas arquitetas Rita e Catarina Almada Negreiros, “esta edição apresenta um novíssimo roteiro desenhado a partir de cinco vetores que têm como objetivo reforçar a vontade de aproximar os cidadãos da arquitetura da cidade. São eles: recuperar e descobrir novos usos; criar novos equipamentos que respondem às novas exigências da cidade; procurar os novos centros; responder à imensa procura turística e desvendar tesouros”. 
 

Desta forma, poderás “visitar museus, escolas, teatros, palácios, lojas, casas privadas e ateliers, praças, obras de diferentes escalas, assinadas tanto por autores consagrados, como por emergentes”.   

A organização preparou 282 visitas comentadas por 74 especialistas, 8 delas com marcação prévia. Isto significa um reforço de dois compromissos para a edição de 2017: “tornar a experiência Open House o mais fluída possível, com um menor número de marcações obrigatórias e envolvendo um número sempre crescente de especialistas que oferecem uma visão mais aprofundada dos espaços aos visitantes”.
 

Um dos destaques desta edição é o desenvolvimento do Programa de Acessibilidade, concebido em parceria com a Locus Acesso e com a colaboração das instituições envolvidas. Os organizadores explicam que “de forma a chegar a todos, promovendo a inclusão, estão previstas visitas que podem também ser acompanhadas pelo público com deficiências sensoriais ou intelectuais. De modo a permitir uma experiência Open House mais completa a pessoas cegas, de baixa visão, surdas ou com dificuldades cognitivas, haverá um conjunto de visitas do roteiro que também irão permitir a compreensão dos espaços e da sua função com recurso à descrição e a experiências tácteis, visitas comentadas por especialistas com interpretação em Língua Gestual Portuguesa e visitas que permitem a compreensão dos espaços e da sua função com recurso a um discurso ajustado”.
 

Para além das visitas, estão previstas atividades para as crianças, concertos, jogos, oficinas e teatro.   

Toda a informação sobre esta nova edição pode ser encontrada aqui

Facebook Twitter