LHLN_Thumb
13.FEV.17 - 15:23

De Lisboa a Pequim com escala em Aveiro

Entre 15 e 17 de fevereiro, Aveiro acolhe o Congresso Internacional Portugal-China, com um programa que engloba atividades variadas. Pintura, caligrafia, espetáculos musicais, teatro e muitas exposições compõem um cartaz muito multicultural.

A Universidade de Aveiro organiza, de 15 a 17 de fevereiro, o Congresso Internacional «Diálogos Interculturais Portugal-China». Sessões plenárias e simultâneas, mesas-redondas, workshops de pintura e caligrafia chinesas, espetáculos musicais e de teatro e exposições são algumas das atividades em cartaz

O evento consiste em três dias de debate, diálogo multidisciplinar e multicultural, que pretende demonstrar a abrangência das relações entre Portugal e a China. O encontro é promovido pelo Instituto Confúcio da UA, em parceria com os departamentos de Línguas e Culturas, Arte e Comunicação, Economia, Gestão, Engenharia Industrial e Turismo e de Ciências Sociais, Políticas e do Território.

Na sessão de abertura estarão presentes a secretária de Estado do Ensino Superior, Maria Fernanda Rollo, o Embaixador da República Popular da China em Portugal, Cai Run, e os executivos camarários das autarquias de Aveiro, São João da Madeira e Espinho. Estes três municípios são parceiros do Instituto Confúcio da UA na promoção do ensino de mandarim.

A iniciativa irá decorrer em vários pontos da cidade aveirense, embora o ponto central do evento se situe no auditório do Departamento de Comunicação e Arte (DeCA) da UA. Entretanto, até dia 5 de março, o Museu de Aveiro/Santa Joana apresenta uma exposição de instrumentos musicais chineses.


Facebook Twitter